Exposição Temporária de Fotografia: RUIN'ARTE: RUÍNAS NAS RUÍNAS

Exposição Temporária de Fotografia

RUIN'ARTE: RUÍNAS NAS RUÍNAS

Gastão de Brito e Silva

de 7 a 28 de Fevereiro de 2019

 

O Projecto Ruin’Arte nasceu para dar voz e dignificar o edificado em ruínas.

Ao longo do tempo tem sido uma referência no seu género, expondo inúmeros casos dramáticos de lesa património e contando as suas velhas histórias que se perdem no tempo e que muitas lições nos dão. A linha gráfica destes trabalhos, que mantendo a cor original de cada edifício, explora uma dramatização pelo contraste de preto e branco da sua envolvência, reforçando graficamente o estado de abandono e decadência.

Com mais de dez anos de ruinosas aventuras, em que foram recolhidos cerca de milhar e meio de tristes testemunhas destes edificados, foram realizadas dezasseis conferências, trinta e cinco exposições e lançado um livro, entre outras lúdicas actividades.

Num espírito de missão, esta exaustiva colecção é um breve levantamento transversal das ruínas portuguesas, onde se espelha um pouco da nossa História e as políticas de salvaguarda patrimonial, mostrando-nos o melhor do pior.

Não pretendendo assumir um papel político, mas sendo apenas uma contribuição para um Portugal melhor, temos tido o apoio de inúmeras instituições que abraçam esta causa que é de todos nós.

Nesta pequena mostra, pela primeira vez, as obras vivem num “habitat natural” que as ruínas do Convento do Carmo acolhem como aliadas desta ruinosa cruzada.

www.blogspot.ruinarte.pt

Sobre o autor:

Gastão Freire de Andrade de Brito e Silva nasceu em Lisboa, em 1966.

Desde cedo mostrou gosto pela fotografia.

Trabalhou na Kodak Portuguesa, onde teve o primeiro contacto com a fotografia profissional. Mais tarde, frequentou um curso de fotografia com o fotógrafo Carlos Marques, que lhe abriu novas portas e perspectivas. Em Março de 1993, fundou o Estúdio LuzViva – Fotografia Criativa, onde tem trabalhado em vários projectos nas áreas de fotografia conceptual, culinária, bebidas e arquitectura.

Publicou trabalhos nos mais diversos meios de publicidade e é autor de vários textos técnicos.

Desde 2003, que ministra workshops temáticos e cursos no Studio 8A, tendo já leccionado na Universidade Católica, no ISLA, na ANIF, APAF, Oficina da Imagem e Arte na Linha.

Desde 2008, que organiza eventos culturais de defesa do Património Edificado e tem sido palestrante em congressos e seminários.

É autor do blogue Ruin’Arte, que foi distinguido como melhor blogue de 2012, na categoria de Arquitectura.

Em 2015, no âmbito da Capital Árabe da Cultura, em Constantine, representou Portugal como fotógrafo de Património, na 2ª Résidence Euro-Algérienne de Photographes, tendo ficado representado no livro “Constantine – Regards Croisés – Patrimone et Culture”.

Exposições realizadas:

2010: (Maio) Fábrica do Braço de Prata; (Novembro) 11ª Bienal de Vila Franca de Xira.

2011: (Março) Museu da Água (Reservatório da Patriarcal); (Abril) Palácio das Artes, Porto; (Abril) Arte na Linha, Estoril; (Maio) E.B.I. D. Carlos I, Sintra; (Junho) Galeria APAV, Lisboa; (Junho) Cimeira do Património, Universidade Lusófona; (Julho) Bienal de Porto Santo; (Julho) Museu do Teatro Romano; (Setembro) Jornadas Europeias do Património, Monchique; (Setembro) Espaço Sarmento; (Outubro) Livraria Ferin.

2012: (Junho) Centro Cultural de Cascais; (Junho) Casino de Lisboa; (Junho) Gallery Hostel; (Setembro) El Corte Inglés, Gaia; (Setembro) Ordem dos Arquitectos, Lisboa; (Outubro) Casa Museu Guerra Junqueiro, Porto; (Novembro) Consulado de Itália, Porto. 2013: (Outubro) Museu Geológico, Lisboa; (Novembro) Sociedade Histórica da Independência de Portugal, Lisboa.

2014: (Janeiro) Sede Caixa Geral de Depósitos, Lisboa; (Fevereiro) Assembleia da República, Lisboa; (Setembro) Museu Nacional de Arqueologia, Mosteiro dos Jerónimos.

2015: (Janeiro) Palácio dos Duques de Cadaval, Évora; (Abril) Festival IN, Lisboa; (Junho) Constantine, Capital Árabe da Cultura.

2016: (Janeiro) Fundação Manuel António da Mota, Porto; (Junho) Panteão Nacional, Lisboa; (Junho) Parlamento Europeu (colectiva), Bruxelas; (Outubro) Fábrica do Braço de Prata, Lisboa.

2017: (Maio) Palácio do Egipto, Câmara Municipal de Oeiras, Oeiras; (Setembro) Espaço Atmosfera M (Montepio Geral), Lisboa.

2018: (Junho) Fundação Serrão Martins, Mina de S. Domingos, Mértola.

Principais eventos culturais (sobre Património Arquitectónico) organizados:

Cimeira do Património, Universidade Lusófona; Seminário de Reabilitação, Palácio Fronteira; Conferência, Casa Museu Guerra Junqueiro; Conferência nas Sextas Feiras Patrimoniais, Vila Franca de Xira; Conferência no “21 às 21”, Caldas da Rainha; Inauguração das Jornadas Europeias do Património; Clic 2.0, Câmara Municipal de Oeiras; Inauguração da Sede da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico; Conferência “Portugal em Ruínas”, FFMS; Greenfest 2015; Vera Festival of Arts; Jornadas de Fotografia de Lisboa; FNAC (Fórum Almada, Colombo, Gaia Shopping, Santa Catarina); Conferência “Palácios de Lisboa”, Palácio Pombal; Conferência “À conversa com”, Fábrica de Sacavém; Encontro “Ruinage à Trois”, Palácio do Egipto, Câmara Municipal de Oeiras.

Referenciado em:

RTP 1; RTP 2; SIC; TVI; A.R. TV; Porto Canal; Expresso; Diário de Notícias; DIF; Correio da Manhã; Jornal I; Jornal Sol; Jornal de Notícias; Revista Sábado; Revista Visão; Vida Económica; Gingko; Revista Pedra & Cal; Rádio Amália; RFM; Independent Sunday; colunista no Jornal Público.

Do projecto Ruin’Arte, resultou o livro editado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, “Portugal em Ruínas”, prefaciado pelo Professor Doutor Victor Serrão.

A AAP é a mais antiga associação de defesa do património em Portugal e tutela o Museu Arqueológico do Carmo, o primeiro museu de Arte e Arqueologia do país